Qualidade e Segurança

Desde quando o Hospital Luxemburgo tem ONA?

 

O Hospital Luxemburgo tem como principal objetivo a prestação de serviços com humanização e excelência. Por esse motivo, é acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) desde março de 2009.

Você sabe o que é acreditação ONA?

 

A ONA é uma entidade não governamental e sem fins lucrativos que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil com foco na segurança do paciente. Através de um sistema de avaliação e análise, ela reconhece formalmente e certifica a qualidade dos serviços prestados.

Atualmente o Hospital Luxemburgo possui o certificado ONA Nível II, significando o reconhecimento pelos seguintes requisitos:

Gestão integrada de processos;
Gestão da Segurança do Paciente e colaborador;
Gestão de indicadores e não conformidades;
Gestão de riscos implantada e disseminada.

Qual a importância da ONA para os hospitais?

 

Possuir o certificado da ONA traduz a preocupação e comprometimento da organização em garantir ao paciente e seus familiares uma experiência, durante sua estadia na instituição, de máxima qualidade e segurança

O Hospital Luxemburgo se baseia sempre nos princípios de segurança ao atender qualquer paciente, sendo o ser humano o centro de todo o cuidado.

O Ministério da Saúde possui uma política de segurança instituído através do PNSP (Programa Nacional de Segurança do Paciente – Portaria GM/MS nº 529/2013) que norteia alguns protocolos básicos –todos eles diretrizes das unidades hospitalares do Instituto Mário Penna.

Seis protocolos são adotados no Hospital Luxemburgo como algumas de suas diretrizes:

Identificação do paciente
Prevenção de lesão por pressão
Segurança na administração de medicamentos
Cirurgia segura
Higiene de mãos
Prevenção de quedas

Estes protocolos são norteadores de medidas para impedir a ocorrência de eventos relacionados ao cuidado que impactem negativamente na saúde do paciente. Sua importância é definir conceitos e condutas que resultam em uma assistência baseada na segurança do paciente.

O Hospital tem implantadas, além das Diretrizes dos protocolos básicos, Diretrizes Institucionais (DI – Política de Notificação de Incidentes) e DI – Plano de Segurança do Paciente) que visam assegurar que os protocolo básicos sejam cumpridos e monitorados – sem falar no Time de Segurança do Paciente na busca contínua da segurança e de melhorias da assistência.

O Instituto Mário Penna adota a prática de Benchmarking como uma oportunidade de troca de experiências entre as organizações de saúde. Com o objetivo de atendê-los dentro das melhores condições, informamos que o período para realização de benchmarking na instituição é entre os meses de Abril e Outubro de cada ano.

Ajude o Instituto
Mário Penna

Sua doação pode fazer toda a diferença.

SAIBA MAIS